Centro de Segurança dá dicas para comprar pela Internet

Consumidores podem acessar catálogo de fraudes, com golpes mais comuns

Com a proximidade do Natal, o volume de compras pela Internet aumenta consideravelmente. Por isso, é preciso tomar alguns cuidados. O Centro de Atendimento a Incidentes de Segurança (CAIS) da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) dá dicas de proteção para quem quer evitar as lojas cheias nos shoppings e ter a comodidade de comprar sem sair de casa.

Ao utilizar o site de buscas Google, o consumidor deve ter cuidado com os links patrocinados (resultado da procura destacado em amarelo e no painel direito). Há registros de fraudadores que pagaram pelo serviço para listar suas páginas falsas ou páginas de distribuição de software malicioso (malware). O ideal é utilizar sites de busca alternativos para verificar o endereço correto da loja.

A recomendação é de escolher apenas empresas on-line reconhecidas no mercado. Sites como Buscapé (www.buscape.com.br) e Bondfaro (www.bondfaro.com.br) apresentam links confiáveis e comparam o preço dos produtos em diferentes lojas. Estes endereços têm um processo de filiação sujeito à aprovação, com selos de reconhecimento, além da avaliação dos próprios compradores.

Alguns itens populares exigem cuidado especial nas compras pela Internet, como MP3 players, câmeras digitais, telefones celulares, laptops, TV LCD e navegadores GPS. Os produtos mais desejados são os principais alvos de fraude, o que pode aumentar o risco da operação. O consumidor deve desconfiar se encontrar muitos itens raros em um mesmo site.

O CAIS recomenda como proteção manter o computador totalmente atualizado, já que vulnerabilidades em software ajudam os fraudadores. São indicadas ferramentas como antivírus, firewall pessoal, anti-spyware e anti-spam.

Durante a compra, é preciso saber que um símbolo (cadeado) no navegador não é sinônimo de segurança. O navegador também pode apresentar um "cadeado" para páginas falsas. Alguns ataques permitem que o fraudador, dentro de sua própria rede (trabalho, condomínio, hotspot Wi-Fi), seja um intermediário entre o computador do consumidor e o servidor do site de compras. Isto possibilita que todas as informações enviadas pelo internauta na hora da compra sejam lidas.

De acordo com o CAIS, o número do cartão de crédito não deve ser fornecido para confirmar a idade do internauta; trata-se apenas de uma maneira de enganar usuários desavisados. Após a compra pela Web, o consumidor deve acompanhar com cuidado a fatura de seus cartões de crédito. Caso haja uma cobrança irregular, deve entrar em contato com a administradora. A maioria dos cartões oferece fatura parcial, com movimentações atualizadas antes do fechamento. É indicado verificar se o cartão oferece o serviço de notificação de transações por SMS (torpedo). Este recurso não impede fraudes, mas permite uma reação mais ágil ao golpe.

A forma de pagamento mais segura pela Internet é o boleto bancário ou Sedex a cobrar. O internauta deve evitar informar sua conta bancária e CPF, optando por um depósito não identificado. Débitos automáticos incluídos sem a autorização do correntista são uma prática freqüente.

O consumidor também deve preferir o computador de sua casa ou do trabalho para comprar. A probabilidade de a estação empresarial estar atualizada e livre de software malicioso é maior que a de uma Lan House. É fundamental guardar os registros da transação, especialmente mensagens com confirmação de compra e entrega.

Outro alerta importante é nunca visitar endereços eletrônicos sugeridos em spam. O consumidor pode ser levado a sites falsos, que têm o objetivo de coletar dados financeiros ou instalar programas maliciosos (Phishing).

Para reconhecer as mensagens falsas em sua caixa de entrada, o internauta pode consultar o Catálogo de Fraudes RNP, com a relação dos golpes mais comuns: . Ao suspeitar de um link, o consumidor pode colaborar com serviços de filtragem de endereços maliciosos, encaminhando a mensagem ou simplesmente o link para reportphishing@antiphishing.org.


[RNP, 15.12.2008]
Contato: imprensa@rnp.br





ícone Lupa
ícone Lupa

Restringir à: Título Sub-Título Descrição Conteúdo

Data de Início: Data Fim:

Formulário de assinatura