Goiânia inaugura rede de fibras ópticas dedicada a Instituições de Ensino e Pesquisa

No dia 16 de abril, o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) inaugura a Rede Metropolitana de Goiânia (MetroGyn), infraestrutura de fibras ópticas com capacidade de 1 Gbps que interligará os principais centros de ensino e pesquisa de Goiânia para uso de aplicações avançadas e troca de grande volume de dados. A cerimônia será realizada às 10h, no Anfiteatro dos Institutos de Informática e de Matemática e Estatística, no Campus Samambaia, da Universidade Federal de Goiás (UFG). Entre as presenças confirmadas no evento estão o diretor Geral da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), Nelson Simões, e o Diretor de Projetos da RNP, José Luiz Ribeiro Filho.

A Metrogyn é parte da iniciativa Redes Comunitárias de Educação e Pesquisa (Redecomep), coordenada pela RNP, que opera a rede acadêmica nacional, a rede Ipê. O objetivo do projeto é interligar Instituições de Ensino Superior (IES) e Centros de Pesquisa existentes em 27 cidades brasileiras por meio de uma infraestrutura óptica de alta velocidade, que permitirá às 16 instituições conectadas à MetroGyn compartilhar dados entre si e com às demais instituições conectadas à rede Ipê.

Com 66 km de extensão, a MetroGyn foi implantada pela RNP com cerca de R$ 1 milhão em investimentos. Com o início das operações da Metrogyn, as instituições integrantes poderão utilizar recursos de comunicação via web (como as videoconferências e webconferências), compartilhar a produção acadêmica e desenvolver projetos de educação a distância.

As Redes Metropolitanas são implementadas com a negociação de parcerias entre as Instituições de Ensino e Pesquisa, empresas de infraestrutura e governos locais. A MetroGyn contou com a parceria da Prefeitura de Goiânia, Governo do Estado de Goiás e da Companhia Celg de Participações (Celgpar), que disponibilizou a infraestrutura da empresa para a passagem dos cabos ópticos. Esta cooperação visa garantir a manutenção da rede após o início de suas operações e beneficia tanto a comunidade acadêmica, quanto estâncias governamentais – que também passam a contar com mais conectividade e comunicações mais ágeis.

As instituições interligadas pela Metrogyn são: Universidade Federal de Goiás (UFG); Universidade Estadual de Goiás (UEG); Prefeitura de Goiânia; Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia do Estado de Goiás (SECTEC); Universidade Católica de Goiás (UCG); Centro Universitário de Goiás (Unigoiás); Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA); Companhia Energética de Goiás (CELG); Companhia de Pesquisa em Recursos Minerais (CPRM); Centro Federal de Educação Tecnológica de Goiás (CEFET-GO); Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial de Goiás (SENAC-GO); Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI-GO); Faculdades Alves Faria (ALFA); Associação de Combate ao Câncer em Goiás (ACCGO); Instituto Nacional de Meteorologia e Normalização e Qualidade Industrial (INMETRO). Com a inauguração da MetroGyn, completam-se dez Redes Metropolitanas já inauguradas:em Belém, Vitória, Manaus, Florianópolis, Brasília, Natal, São Paulo, Fortaleza e Macapá.


[RNP, 07.04.2009]
Contato: imprensa@rnp.br





ícone Lupa
ícone Lupa

Restringir à: Título Sub-Título Descrição Conteúdo

Data de Início: Data Fim:

Formulário de assinatura