Hospital Bettina Ferro de Souza inaugura unidade de telemedicina e telessaúde

Área de desenvolvimento infantil será uma das principais beneficiadas

No próximo 9/10 será inaugurado o núcleo de telemedicina e telessaúde do Hospital Universitário Bettina Ferro de Souza, da Universidade Federal do Pará (HUBFS-UFPA). Esta unidade é uma realização da Rede Universitária de Telemedicina (Rute). A cerimônia de inauguração será realizada a partir das 11h, no auditório do hospital, e contará com a presença do diretor do HUBFS, Paulo de Tarso Ribeiro de Oliveira, e da vice-reitora da UFPA, Regina Fátima Feio Barroso.

A Rute é uma iniciativa do Ministério da Ciência e Tecnologia, coordenada pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), organização que também é responsável pela Internet acadêmica do Brasil. Através da Rute, as instituições a ela pertencentes estarão conectadas entre si e com outras iniciativas de telessaúde no Brasil e no mundo, podendo realizar atividades que vão desde a teleducação de profissionais da área médica e a discussão de casos, até o atendimento a distância.

Segundo o coordenador da Rute no HUBFS, Pedro Piani, a infra-estrutura trazida pela Rute possibilitará o início das atividades de telessaúde do hospital. Para Piani, uma das áreas que será mais beneficiada é a de desenvolvimento infantil, onde o hospital já atua fortemente. Neste sentido, o HUBFS se inscreveu no SIG Saúde de Crianças e Adolescentes, um dos grupos especiais de interesse (conhecidos como SIGs, do inglês Special Interest Groups) da Rute. Segundo o coordenador, o núcleo de telessaúde do HUBFS também já está inscrito em outros três SIGs: TeleEnfermagem, Oftalmo e Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico – Facial.

SOBRE A REDE UNIVERSITÁRIA DE TELEMEDICINA (RUTE)

O objetivo da Rede Universitária de Telemedicina é aprimorar a infra-estrutura para telessaúde presente nos hospitais universitários e promover a integração dos projetos existentes nesta área. Exemplo desta integração são os SIGs (Special Interest Groups, ou Grupos Especiais de Interesse), nos quais os profissionais de saúde das instituições pertencentes a Rute montam uma agenda de videoconferências para debater um assunto específico. Além dos debates e discussões de caso, alguns SIGs também realizam diagnósticos e aulas a distância. A Rute é apoiada pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e pela Associação Brasileira de Hospitais Universitários (Abrahue).

Em sua primeira fase, a Rute interconectava 19 instituições. Com sua expansão, anunciada em agosto de 2007, a rede passou a incluir 57 instituições, distribuídas em todos os estados do Brasil. Atualmente, já há núcleos Rute inaugurados em hospitais universitários em Santa Catarina, Rio de Janeiro, Pernambuco, Maranhão, Bahia, São Paulo e Paraíba.


[RNP, 06.10.2008]
Contato: imprensa@rnp.br





ícone Lupa
ícone Lupa

Restringir à: Título Sub-Título Descrição Conteúdo

Data de Início: Data Fim:

Formulário de assinatura