RNP se conecta à Internet2

O Brasil está conectado à Internet2 desde 29 de agosto. A troca de dados com a rede norte-americana de alta velocidade está sendo feita através de um enlace de 45 Mbps que liga o Ponto de Presença da RNP no Rio de Janeiro (PoP-RJ) ao GigaPoP da Flórida, em Miami.

A conexão é feita através do projeto AmericasPath Network (AMPATH ), uma iniciativa conjunta da Florida International University (FIU) e da operadora de telecomunicações Global Crossing para interconexão das redes de pesquisa e educação da América Latina e Caribe à Internet2. A nova linha foi cedida gratuitamente pela Global Crossing por um período de três anos.

A Internet2 é uma iniciativa de redes avançadas que engloba mais de 180 universidades dos Estados Unidos. Ela também interconecta outras redes acadêmicas internacionais. O RNP2 é um backbone de alto desempenho com pontos de presença em todos os 27 estados brasileiros. O objetivo é integrar todas as Instituições Federais de Ensino Superior e Unidades de Pesquisa do Brasil em uma rede Internet de alta tecnologia. O RNP2 atinge velocidade de até 155 Mbps.

A conexão entre RNP2 e Internet2 é feita através do principal backbone da rede norte-americana, o Abilene. A "porta de entrada" é o GigaPoP da Flórida, hospedado na Florida International University. O Brasil é o terceiro país latino-americano a ter acesso à Internet2 através do AMPATH. Chile e Porto Rico já estão conectados. O link de 45 Mbps foi instalado em 21 de agosto. A Argentina deve ser conectada até o final do ano.

A RNP tem um outro link, de 155 Mbps, operando entre Rio de Janeiro e Nova Iorque. Ele está ativo desde 16 de fevereiro e será conectado à Internet2 em breve.

Novas informações serão divulgadas na sala de imprensa e distribuídas através da lista rnp-release oportunamente.


[RNP, 30.08.2001]
Contato: imprensa@rnp.br





ícone Lupa
ícone Lupa

Restringir à: Título Sub-Título Descrição Conteúdo

Data de Início: Data Fim:

Formulário de assinatura