Ministro visita Centro de Operações Rio

Agência CT
21.01.2011

O ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, visitou nesta sexta-feira (21) o Centro de Operações Rio. O prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, apresentou os detalhes do centro que monitora a capital carioca e também funciona como o centro de decisões estratégicas do estado.

A visita faz parte do processo de implementação do Sistema Nacional de Alerta e Prevenção de Desastres. “O Rio de Janeiro ao mesmo tempo que passa por esse momento tão delicado mostra que pode reagir e mostra que tem visão de futuro. O Centro de Operações do Rio é um exemplo a ser seguido e é um grande passo na construção de um sistema de prevenção”, afirmou o ministro Mercadante.

Outro exemplo citado pelo ministro da Ciência e Tecnologia foi o modelo de alerta da cidade de Angra dos Reis para avisar à população sobre um desastre nuclear. Todo dia dez de cada mês, às 10h, as sirenes são acionadas e exercícios são feitos com os moradores. “Esse modelo foi construído com técnico do Ministério da Ciência e Tecnologia. Essa cultura têm que ser implementada em outras regiões do Brasil.”

Durante a passagem pelo Rio de Janeiro, o ministro Mercadante também se reuniu com os diretores de instituições vinculadas ao Ministério da Ciência e Tecnologia instaladas na cidade: Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), Centro de Tecnologia Mineral (Cetem), Museu de Astronomia e Ciência Afins (Mast), Observatório Nacional (ON), Instituto Nacional de Tecnologia (INT) e Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).

Centro de Operações do Rio

O projeto, pioneiro no Brasil, abriga um moderno prédio equipado com o que há de mais avançado em tecnologia para o gerenciamento de informações. Desenvolvido em parceria com a IBM, o Centro funciona 24h, sete dias por semana, com o objetivo de integrar e interconectar informações de todos os órgãos envolvidos, antecipando soluções e minimizando as ocorrências, garantindo assim respostas mais rápidas na rotina da cidade e em situações de crise.

Este é o primeiro Centro na linha mundial de Cidades Inteligentes que integra todas as etapas de um gerenciamento de crise: desde a antecipação, mitigação e preparação, até a resposta imediata aos eventos e realimentação do sistema com novas informações que podem ser usadas em futuros casos.

Todas as informações da cidade recebidas no Centro são tratadas e geradas por 300 monitores espalhados em 100 salas. A Sala de Controle, centro de inteligência do projeto, possui o maior telão da América Latina, com 80 metros quadrados, de onde mais de 70 controladores irão monitorar a cidade em tempo integral.

Na Sala de Crise há um sistema de telepresença para agilizar a tomada de decisões em situações de emergência. Neste espaço é possível realizar reuniões virtuais com funcionalidade avançadas de áudio e vídeo, garantindo a participação de mais de 40 salas de reuniões ao mesmo tempo.







ícone Lupa
ícone Lupa

Restringir à: Título Sub-Título Descrição Conteúdo

Data de Início: Data Fim:

Restringir a busca por conteúdos do tipo: Na mídia

 


RNP na mídia em RSS

Você pode receber as notícias divulgadas no RNP na Mídia em seu computador assim que elas são publicadas, sem precisar visitar o site. O conteúdo desta área é distribuído em formato RSS.


Documentos relacionados:

Clipping da RNP 2003-2007

Relatório estatístico de notícias sobre a RNP veiculadas na imprensa

rel0936d.pdf download do arquivo

formato: application/pdf

data: 31.12.2005