Belo Horizonte ganha rede avançada para educação e pesquisa colaborativa
   
Infraestrutura óptica para troca de grande volume de dados será inaugurada nesta sexta-feira, ocasião em que o governo mineiro também oficializará adesão ao programa TI Maior

Nesta sexta-feira (14/12), Minas Gerais oficializa o início de duas iniciativas que vão impulsionar o ensino, a pesquisa e a indústria de Tecnologia da Informação do Estado. Em cerimônia no Palácio Tiradentes, o vice-governador Alberto Pinto Coelho inaugura a Rede Metropolitana de Belo Horizonte, em parceria com a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), e assina o Acordo de Cooperação Técnica que viabiliza o Programa Estratégico de Software e Serviços de Tecnologia da Informação (TI Maior) no estado. A solenidade ocorre às 10h.
 
A Rede Metropolitana de Belo Horizonte é uma infraestrutura óptica com 184 quilômetro de extensão que conecta, a 10 Gb/s (gigabit por segundo), 13 instituições e ensino, pesquisa e do governo municipal e estadual. A ação integra a iniciativa Redes Comunitárias de Educação e Pesquisa (Redecomep), coordenado pela RNP, instituição ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).
 
A Redecomep BH permitirá às instituições participantes o desenvolvimento de pesquisas científicas colaborativas, em nível nacional e internacional, que exijam a troca de grande volume de dados. E também a utilização de serviços avançados de comunicação e colaboração com redução de gastos, como serviços de webconferência, telefonia VoIP, videoconferência, entre outros. Isso porque a rede da capital mineira está conectada à rede nacional de grande capacidade e dedicada a ensino e pesquisa operada pela RNP (a rede Ipê).
 
Para a implantação da infraestrutura, foram investidos R$ 2 milhões, com recursos da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). Já a manutenção e operação da rede ficará a cargo das instituições integrantes, na forma de consórcio. São elas: Centro Federal de Educação Tecnológica de MG, Fundação Centro Tecnológico de MG, Centro de Pesquisas René Rachou (Fundação Oswaldo Cruz), Fundação de Amparo à Pesquisa de MG, Fundação João Pinheiro, Fundação Nacional das Artes, Instituto Federal de Minas Gerais, Instituto de Geociências Aplicadas, Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais, PUC-Minas, Secretaria Estadual da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e universidades Estadual (UEMG) e Federal de Minas Gerais (UFMG).
 
FOMENTO À INDÚSTRIA DE TI – Na mesma cerimônia, o vice-governador assinará o acordo de cooperação técnica que viabiliza do programa TI Maior, do (MCTI), em Minas Gerais. A ideia é dar competitividade à indústria de Tecnologia da Informação do estado através dos cinco pilares do programa: Desenvolvimento Econômico e Social, Posicionamento Internacional, Inovação e Empreendedorismo, Produção Científica, Tecnológica e Inovação, e Competitividade.






ícone Lupa
ícone Lupa

Restringir à: Título Sub-Título Descrição Conteúdo

Data de Início: Data Fim:

Restringir a busca por conteúdos do tipo: Notícia

 


Notícias RNP em RSS

Você pode receber todas as notícias da RNP em seu computador assim que elas são publicadas, sem precisar visitar o site. O conteúdo desta área é distribuído em formato RSS.