Rede Rio Metropolitana interliga unidades do Instituto Nacional de Câncer
   

O Instituto Nacional de Câncer (INCA) está colhendo os frutos da infraestrutura de fibras ópticas com conexão de internet de alta velocidade proporcionada pela Rede Rio Metropolitana, implantada pelo programa Redecomep, no estado do Rio. 

No último dia 2/7, o INCA conseguiu ativar a interligação entre a sede, localizada na Praça Cruz Vermelha, no Centro, com a unidade de Vila Isabel, e a conexão, que até então era de 40 Mb/s, passou a ser de 1Gb/s, em fibras ópticas dedicadas. “Tivemos grandes benefícios por fazer parte da Rede Rio Metropolitana. Prova disso foi a melhoria do tráfego de transmissão de imagens médicas entre as unidades. Nesse dia alcançamos um pico de 800 Mb/s na transmissão. Nosso backup girou em torno de 10 minutos”, explica o gerente de recursos tecnológicos do INCA, Carlos Henrique Martins. “Foi fantástico, um grande ganho para o instituto. Antes, toda vez que os médicos queriam visualizar uma imagem ou um exame no servidor geral do INCA, localizado na sede, tinham que esperar um bom tempo até o arquivo carregar. Agora o acesso é imediato e o download instantâneo, como se o material estivesse na rede local da unidade”, afirma.

Segundo Martins, a experiência vislumbra experimentos futuros. “Acredito que a Redecomep-Rio, coordenada pela RNP, possibilite a interligação de todo o INCA a uma velocidade de conexão de 1 Gb/s. Queremos fazer o mesmo com outra unidade nossa, a do bairro Santo Cristo”, revela. “E o que é melhor, sem custo de telecomunicações”, ressalta.

O INCA é uma das 51 instituições que compõem a Rede Rio Metropolitana, inaugurada no dia 5/6, conectando 85 pontos e/ou campi na cidade do Rio de Janeiro. A extensão da rede atinge cerca de 305 km de fibras ópticas em cinco anéis, ramais e derivações. Com uma capacidade agregada total que poderá atingir 1,9 Tb/s, constitui-se a maior rede acadêmica metropolitana da América Latina. Está conectada ao backbone da RNP, a rede Ipê, que atualmente interliga mais de 800 campi de universidades e centros de ensino, de pesquisa e de cultura no Brasil. Mantém ainda conexões com as redes acadêmicas na América do Sul, do Norte e Europa.
 
A Redecomep é uma iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC), coordenada pela RNP, com o apoio da Agência Brasileira de Inovação Finep. A grande vantagem é a possibilidade de utilização de serviços avançados de comunicação e colaboração com custos reduzidos. As redes já implantadas possuem mais de 400 instituições consorciadas e mais de 60 organizações parceiras. A cobertura total do conjunto das redes já ultrapassou a marca de 2 mil km. Atualmente, estão implantadas 39 redes ópticas – grande parte em operação integral, incluindo 24 redes nas capitais e 15 em outras regiões metropolitanas em seis estados. Todas com conexões de pelo menos 1 Gb/s entre seus participantes.
 
 






ícone Lupa
ícone Lupa

Restringir à: Título Sub-Título Descrição Conteúdo

Data de Início: Data Fim:

Restringir a busca por conteúdos do tipo: Notícia

 


Notícias RNP em RSS

Você pode receber todas as notícias da RNP em seu computador assim que elas são publicadas, sem precisar visitar o site. O conteúdo desta área é distribuído em formato RSS.