USP lança IPTV Experimental
   

Autor: Vinicius;


A Universidade de São Paulo (USP) lançou, no dia 21 de agosto, o serviço IPTV Experimental da USP (Internet Protocol Television). A plataforma de gerência de vídeo, um dos componentes do serviço, foi desenvolvida pelo Grupo de Trabalho Gerência de Vídeo 2, da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP). A universidade espera, com a iniciativa, ampliar seu papel de divulgador científico e desenvolver o ambiente de redes de computadores como mais um canal de comunicação da comunidade acadêmica com a sociedade.

Os usuários da IPTV Experimental USP poderão assistir a seis canais de programação produzida na Universidade. "Haverá um canal principal, que mostrará toda a vida universitária, e canais específicos de Arte e Cultura, Ciência, Tecnologia, Humanidades e Saúde", revelou o professor Gil da Costa Marques, coordenador de Tecnologia da Informação da USP. Além dos canais regulares, o serviço permitirá o acesso a vídeos produzidos por professores e alunos da USP. "Haverá também a transmissão on-line de um número ilimitado de eventos simultâneos, presentes ou não na grade de programação", acrescentou Marques.

Sob a coordenação de Regina Melo Silveira, professora doutora do Laboratório de Arquitetura e Redes de Computadores (Larc) da Escola Politécnica da USP, o GT Gerência de Vídeo 2 (2006/2007) desenvolveu uma plataforma-piloto para auxílio no gerenciamento e no monitoramento de distribuição de conteúdo multimídia digital. Esse sistema, desenvolvido como protótipo pela mesma equipe no edital GT-RNP 2005/2006 e aprimorado no edital 2006/2007, será usado para otimizar recursos e centralizar ações de gerência dos servidores da IPTV Experimental USP, que começa operando com três servidores localizados nos campi de São Paulo, Ribeirão Preto e São Carlos.

A RNP vê com entusiasmo a iniciativa da USP de usar experimentalmente a ferramenta para montar o seu próprio portal. Segundo a gerente de projetos de Pesquisa e Desenvolvimento da RNP, Iara Machado, o produto desenvolvido pelo GT Gerência de Vídeo permite o gerenciamento de servidores e de conteúdo, de forma que qualquer instituição possa utilizá-lo para construir seu próprio portal institucional de vídeos. "Os vídeos disponíveis podem ser categorizados por área, podem ser acessados exclusivamente por usuários da instituição, como pesquisadores, professores e alunos, e também podem ser disponibilizados para o público em geral, a critério da instituição", explica.

A Rede de Vídeo Digital da RNP, que opera atualmente com 7 refletores distribuídos pela rede Ipê, também vai se beneficiar do resultado do GT Gerência de Vídeo 2. Ela tem viabilizado a transmissão de eventos ao vivo, como o Workshop da RNP (WRNP, desde 2004), o I Fórum Nacional de TVs públicas (Ministério da Cultura, 2007) e a missão do primeiro astronauta brasileiro em (Agência Espacial Brasileira, 2006), entre outros. Além disso, ela viabiliza a participação da RNP na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia desde 2005, quando são disponibilizados vídeos científicos e educacionais pela rede Ipê.

Está prevista a ampliação da quantidade de refletores e da capacidade de armazenamento da Rede de Vídeo Digital da RNP e a ferramenta de gerência vai ser fundamental para a administração desse serviço.






ícone Lupa
ícone Lupa

Restringir à: Título Sub-Título Descrição Conteúdo

Data de Início: Data Fim:

Restringir a busca por conteúdos do tipo: Notícia

 


Notícias RNP em RSS

Você pode receber todas as notícias da RNP em seu computador assim que elas são publicadas, sem precisar visitar o site. O conteúdo desta área é distribuído em formato RSS.