Distribuição 2012

A nova distribuição tem como principal característica ser transparente, logo, o usuário não percebe a existência do serviço. Desta forma, não há nenhuma alteração no uso dos aparelhos telefônicos, sejam eles tradicionais ou IP.

Distribuição 2008

 Guia do usuário

1. Antes de mais nada, verifique se sua instituição e a instituição para a qual você quer ligar estão conectadas ao serviço fone@RNP. Algumas instituições permitem também que se façam ligações para telefones da rede pública na cidade ou região em que estão localizadas. Veja aqui a lista de instituições conectadas ao serviço.

2. Em segundo lugar, você precisa descobrir qual o tipo de suporte disponível na sua instituição para fazer a ligação. Existem, basicamente, duas formas de se realizar uma chamada no fone@RNP: via telefone IP (dispositivo dedicado, adaptador para telefones convencionais ou softphone); e via aparelho de telefone convencional.

Todas as instituições usuárias do serviço estão habilitadas a fazer chamadas via telefone IP, mas apenas algumas, as que possuem um equipamento chamado gateway, permitem que se façam chamadas a partir de telefones convencionais. Veja, na relação abaixo, em que grupo a sua instituição se encontra.

Instruções de discagem

 
Se sua instituição possui um gateway, é provável que você consiga usar o fone@RNP a partir do próprio aparelho telefônico existente em sua sala ou a partir de qualquer ramal da instituição.
Se sua instituição não possui um gateway, você poderá usar o fone@RNP através de um microcomputador (usando um programa como NetMeeting, OpenPhone ou similar), um dispositivo dedicado (aparelhos similares aos convencionais, mas que se conectam direto à rede) ou um emulador de telefone IP (adaptadores para conexão de aparelhos convencionais à rede).